Bookmark and Share
O direito à identidade pessoal e o direito à emigração são garantidos pela Constituição da República Portuguesa como direitos fundamentais. A MRA dá uma especial atenção aos portugueses espalhados pelo Mundo a quem são criadas dificuldades na obtenção de documentos de identidade ou de passaporte.
Todos os portugueses gozam da mesma dignidade e dos mesmos direitos, vivam em Portugal ou no estrangeiro.
Não podem, por isso mesmo, ser discriminados.
Pugnamos também pela defesa dos direitos dos estrangeiros que integram famílias portuguesas e que são vítimas de discriminação.
Infelizmente, há uma onda de xenofobia na Europa, que mancha, de forma grave a tradição multisecular do humanismo português.
Os nossos advogados têm experiência na condução de ações para a proteção de direitos fundamentais e de processos no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, visando a defesa dos que são vítimas de discriminação.

Veja o video, que é expressivo...