Como dizemos noutro ponto, encaramos a advocacia como uma arte.

Claro que é importante poupar e investir.

A verdade é que todos os paradigmas parecem ter sido destruídos.

Por isso é essencial usar todos os mecanismos à nossa disposição para obter os melhores resultados com o gasto mínimo de recursos.

É nesse sentido que encaramos a advocacia como uma arte de construir soluções.

Em todos os planos e em todas as áreas…

Ao contrário de outros, não somos uns artistas, mas exercemos a advocacia como uma arte.

Deixamos-lhe aqui algumas dicas, emergentes da nossa experiência:

– Se tem uma dívida impagável, o melhor é apresentar-se à insolvência. Nós sabemos como tratar desse problema, sem constrangimentos.

– Quem precisa de dinheiro, paga 5% a 8% ao ano pelos empréstimos que lhe foram concedidos. Se puder oferecer uma garantia hipotecária, é um negócio seguro para o mutuante. Sabemos como se faz…

– Em Portugal pode comprar-se terra a preços que variam entre os 0,10 € e os 1,5€.

Terra já não se fabrica…

– Em Portugal há excelentes imóveis para recuperar, em todo o País e, especialmente, na aldeia de origem dos seus antepassados. Se quiser comprar um desses imóveis e o vendedor “cheirar” o seu interesse vai pedir-lhe um preço muito elevado.

– Em Portugal, uma sociedade comercial constitui-se em menos de 1 dia, ficando em condições de funcionar ao segundo dia. Não há nenhuma limitação a que estrangeiros sejam sócios ou administradores.

Contacte-nos

Compartilhar